Histórico da pesquisa

Iniciamos nossa pesquisa sobre o cabaré a partir de uma profunda investigação bibliográfica que buscou coletar livros, artigos e todo o material disponível sobre o universo do cabaré em diversas partes do mundo.  Adotando uma perspectiva histórica e sócio-política focamos na investigação do surgimento  do cabaré na França na virada do século XX.  Estudamos a história e a cena de cabarés como o Le Chat Noir, o Le Mirliton e o Le Lapin Àgile.  Esse processo que durou aproximadamente um ano culminou no nosso primeiro espetáculo de teatro-cabaré Histórias de Cabaré: o Gato Preto.  No ano seguinte, passamos a investigar o desenvolvimento da linguagem em outros países europeus como a Alemanha, a Rússia e a Suíça.  Estudamos aspectos históricos, estéticos e culturais do  cabaré alemão e do russo assim como investigamos importantes cabaretistas que marcaram a tradição da linguagem como Anita Berber, Sebastian Droste, Valeska Gert e tantos outros.  Em 2017, voltamos nossa pesquisa para a chegada do cabaré na cidade do Rio de Janeiro, mais especificamente na Lapa dos anos 20, onde emergiram vários cabarés como o Gato Preto da  Rua do Lavradio na Praça Tiradentes. Investigamos a emergência  da boemia carioca e também figuras emblemáticas da nossa historia como Madame Satã. Essa fase da pesquisa resultou no nosso segundo espetáculo denominado Histórias da Lapa: o cabaré carioca. No ano seguinte, começamos a estudar o cabaré politico mexicano, especialmente por uma perspectiva feminista.  Essa pesquisa nos inspirou a pesquisar também importantes  figuras da historia do feminismo no Brasil dentre elas Leila Diniz, Pagu, Dercy Gonçalves, Elvira Pagã, Rita Lee, entre outras.  Essa etapa da pesquisa culminou no convite para realizarmos uma residência artística no Festival Internacional de Teatro de Campinas – FEVERESTIVAL (2018) que resultou no experimento cênico Cabaré Phoenix: um olhar sobre re-existir feminino que aborda a eterna necessidade da mulher de se reinventar e renascer das cinzas para sobreviver ao patriarcado.

 TRAJETÓRIA:

2019 

Cabaré Sade – Teatro Nathalia Timberg (abril)

2018 

Cabaré Sade – UNIRIO – Sala Glauce Rocha (novembro)
O Falido Fabuloso Cabaré de Dona Kretina – UNIRIO – Sala Esther Leão (junho)
O Falido Fabuloso Cabaré de Dona Kretina – Olho da Rua RJ(junho)
Cabaré Phoenix: Empoderamento e Resistência Feminista – Residência e apresentação FEVERESTIVAL, Campinas – SP (fevereiro)

2017 

Noite Incoerente: Cabaré Ser ou não Ser – UNIRIO – Sala Esther Leão (junho)
Participação no Cabaré Diferentão – Teatro Rival RJ (junho)
Participação no 49º FOR PROEX SUDESTE (setembro)
Participação na Semana de Integração Acadêmica – SIA da UNIRIO (setembro)
Noite Incoerente: Cabaré Carioca – UNIRIO – Sala Glauce Rocha (novembro)
Noite Incoerente: Cabaré Carioca – UNIRIO – Olho da Rua (novembro)

2016 

Noite Incoerente de Cabaré – UNIRIO – Sala Esther Leão (maio)
Participação na Feira de Vaidades – Praça Roosevelt SP (abril)
Noite Incoerente de Cabaré – Casa da Gávea RJ (maio)
Participação no Yes Nós Temos Burlesco – Teatro Cacilda Becker RJ (maio)
Noite Incoerente de Cabaré – Olho da Rua RJ (julho)
Cabaré dos Optativos – Olho da Rua RJ (Julho)
Participação no Cabaré Diferentão – Teatro Cacilda Becker RJ (julho)
Noite Incoerente de Cabaré – FITU – Sala Glauce Rocha (setembro)
Entrevista para o programa Varal das Artes no canal online RioLive (setembro)
Noite Incoerente de Cabaré Versão Pocket – SATYRIANAS – SP Escola de Teatro (novembro)

2015 

Aulão “O Cabaré na Virada do Século: História e Memória” – UNIRIO – Sala 301 (maio)
Cabaré de Atuação II – UNIRIO – Sala Esther Leão (junho)
Oficina “A Comicidade no Cabaré” – FITU (setembro)
Noite Incoerente de Cabaré – FITU – Sala Esther Leão (setembro)
Noite Incoerente de Cabaré Halloween – UNIRIO – Sala Esther Leão (outubro)
Noite Incoerente de Cabaré – SATYRIANAS – Estação Satyros SP (novembro)

2014

O Gato Preto – Estreia no FITU – Sala Esther Leão (outubro)
O Gato Preto – Curta temporada – UNIRIO – Sala Esther Leão (novembro)
Bodies-in-Transit and The Concept of Experience – Apresentação da pesquisa em forma de comunicação no colóquio do PPGAC da UNIRIO (setembro)
Bodies-in-Transit and The Concept of Experience – Apresentação da pesquisa no Hemi Convergente do Instituto Hemisférico de Performance Política na N.Y.U. – Universidade de Nova Iorque (outubro)