Elvira Pagã

Nome original: Elvira Olivieri Cozzolino
Nascimento:
06 de Setembro de 1920 – Itararé, SP
Morte:
08 de Maio de 2003 – Rio de Janeiro, RJ

“Aquela esbelta criatura, que enchera os olhos de seus fãs com a harmonia alucinante de suas formas e com a aveludada ardência de sua voz; CRÔNICA DA REVISTA “O CRUZEIRO – RJ, 1944 Edição 0033”

Assim era descrita Elvira Pagã que foi atriz, cantora, compositora, artista plástica e vedete.
Em meados dos anos 30 cria juntamente à irmã Rosina Cozzolino a dupla Irmãs Pagãs. As duas gravaram composições dos maiores autores de seu tempo, como Assis Valente e Ary Barroso. Também excursionaram, fizeram filmes, shows e apresentações em rádios, fixando seus nomes entre as principais cantoras desta década. Ao todo, a dupla gravou 27 músicas. Nos anos 40, Elvira Pagã termina a parceria com a irmã e continua sua carreira solo, na qual grava 23 músicas.

Elvira declarava que seu apelido, dado por Heitor Brandão, era indicativo de pecadora na época, era sinônimo de escândalo, de atentado ao pudor e de imoralidade no âmbito de uma sociedade conservadora – ou seja, tudo o que a gente adora –, e, ao lado de Luz Del Fuego, era papel de destaque dentre as mais ousadas mulheres brasileiras de seu tempo. Desafiava a sociedade e seu conservadorismo, era transgressora de limites, foi presa diversas vezes, por desacato à autoridade e por atentado ao pudor. Pousou nua e distribuiu as imagens como cartão de Natal para os amigos e admiradores. No início dos anos 50, tornou-se uma das mais belas e famosas vedetes do Teatro de Revista se tornando um “mito sexual”. Elvira Pagã foi declarada a primeira rainha do carnaval carioca e ainda foi a primeira mulher a usar um biquíni na América do Sul, ela rasgou e adaptou um modelo “duas peças” usado no teatro rebolado, o que abalou os mais conservadores da época. No auge da vida, carreira de sucesso, lançou um livro chamado “Elvira Pagã -Vida e Morte”.
Em 79 “Elvira Pagã” virou música, composta e interpretada por Rita Lee.

Pesquisa realizada por Vinicius Rigo (Discente de Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO)

Galeria de Fotos:

Links de Vídeos:

Tarso de Castro (TV Abril) entrevista Elvira Pagã
https://www.youtube.com/watch?v=_0OWYZBtmAM

Elvira Pagã canta “Cidade Turbilhão”
https://www.youtube.com/watch?v=l_aTnh8qGPY

Elvira Pagã no filme “Vegas Nights” (1948)
https://www.youtube.com/watch?v=bHQr_V2ZoAk

Filmografia:
Alô, Alô Carnaval (1936)
Assim Era a Atlântida (1975)
Aviso aos Navegantes (1950)
O Bobo do Rei (1936)
Carnaval no Fogo (1949)
Cidade-Mulher (1936)
Dominó Negro (1949)
Favela (1939)
Laranja-da-China (1940)
Tres anclados en París (1938)

Teve pequenas aparições em “Vegas Nights” (1948) e “Écharpe de Seda” (1950)

Discografia:
(1954) Marreta o bombo/Condenada • Ritmos • 78
(1953) Reticências/Sou feliz • Todamérica • 78
(1953) Vela acesa/Viva los toros • Marajoara • 78
(1951) Saudade que vive em mim/Cassetete, não! • Star • 78
(1951) A rainha da mata/Pau rolou • Carnaval • 78
(1950) Batuca daqui, batuca de lá • Star • 78
(1950) Vamos pescar/Sururu de capote • Star • 78
(1949) Marcha do ré/Sangue e areia • Star • 78
(1945) E o mundo se distrai-Meu amor és tu/Cabelo azul-Briga de peru • Continental • 78
(1945) Na feira do cais dourado/Um ranchinho na lua • Continental • 78
(1944) Arrastando o pé/Samburá • Continental • 78

Referências Bibliográficas:
Arquivo Marcelo Bonavides – Estrelas Que Nunca Se Apagam – “Elvira Pagã 97 anos” 06 de Setembro de 2017
Disponível em:” http://www.marcelobonavides.com/2017/09/elvira-paga-97-anos.html ” – Acesso em 24 de maio de 2020

Jornal O GLOBO – CULTURA. Publicado: 03/05/18 – 11h 08min – Atualizado: 08/05/18 – 15h 14min
“Mito do erotismo e do teatro de revista, Elvira Pagã foi pioneira no uso do biquíni”
Disponível em: “https://acervo.oglobo.globo.com/em-destaque/mito-do-erotismo-do-teatro-de-revista-elvira-paga-foi-pioneira-no-uso-do-biquini-22648266” –
Acesso em 24 de maio de 2020

Elvira Pagã – Wikipedia
Disponível em: “https://pt.wikipedia.org/wiki/Elvira_Pag%C3%A3” –
Acesso em 24 de maio de 2020

Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira – Elvira Pagã
Disponível em: “http://dicionariompb.com.br/elvira-paga/” –
Acesso em 24 de maio de 2020

Memorial Biblioteca Nacional Digital – Revista Cruzeiro 1928 – 1985. “Elvira Pagã”
Disponível em: “http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=003581&PagFis=41397&Pesq=%22Elvira%20Pag%c3%a3%22” –
Acesso em 24 de maio de 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s